ULNC - Uma Luz Na Caverna
Há muito mais para descobrir... Registe-se e venha discutir connosco!

Inteligência artificial

Ir em baixo

Inteligência artificial

Mensagem  Beatriz Lima em Ter Fev 20, 2018 9:14 pm

Vivemos numa era onde a tecnologia tem vindo a evoluir muito rapidamente. Existe uma disponibilidade enorme para certos tipos de tecnologia.
Em 2017 deparamo-nos com a existência de uma das maiores convenções de tecnologia do mundo inteiro a acontecer em Portugal, a Web Summit. Um dos temas que foi mais abordado nesta convenção foi a inteligência artificial.
Quando falamos sobre inteligência artificial pensamos em robots que irão destruir os humanos e que estes são uma ameaça gigante. Durante a apresentação, feita na Web Summit sobre inteligência artificial esteve presente o primeiro robot humanoide a quem foi atribuída uma cidadania, a Sophia. Depois de várias perguntas chegaram a um ponto importante de toda esta temática sobre inteligência artificial, se os robots querem ou não destruir os humanos. A resposta foi interessante pois esta disse que os robots não têm interesse nenhum em acabar com os humanos mas que sabem que vão tira-nos os trabalhos.
É um pouco preocupante saber que a qualquer momento os robots poderão tirar-nos os trabalhos pois isso levaria ao aumento gigantesco da taxa de desemprego, pois as "máquinas" tornariam-se mãos de obra mais baratos e é algo um pouco mau. Porém a evolução da tecnologia não tem apenas aspetos negativos pois está permite-nos realizar outras tarefas que não ponham em causa a dignidade do homem, ajudar em determinados trabalhos como nos hospitais. Para os mais curiosos vou deixar aqui o link da entrevista completa que a Sophia deu à SIC.
http://sicnoticias.sapo.pt/especiais/web-summit-2017/2017-11-09-A-entrevista-completa-a-robo-Sophia

Beatriz Lima
Aspirante
Aspirante

Mensagens : 1
Data de inscrição : 13/12/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Inteligência artificial – vantagens

Mensagem  Ana M em Qua Mar 07, 2018 11:43 pm

Hoje em dia, é quase impossível, para nós, viver sem tecnologia, pois esta rodeia-nos e faz parte do nosso dia-a-dia. E, de facto, este é um campo que tem estado em constante desenvolvimento e evolução nas últimas décadas, sendo que essa evolução tem vindo a ocorrer a um ritmo cada vez mais acelerado. Uma das últimas áreas que tem sido alvo de grande atenção e estudo, e que tem vindo a crescer exponencialmente, é a área dos robôs e, nomeadamente, da inteligência artificial. Isto é algo que, como tudo, tem as suas vantagens e desvantagens e, apesar de ser uma inovação muito elogiada e entusiasticamente comentada, que tem despertado o entusiasmo de muitos, tem também sido muito criticada e posta em causa devido à enorme dimensão e gravidade dos problemas que poderá trazer, sendo que mesmo os mais informados e peritos nesta área têm dificuldade em avaliar a grandeza desses problemas e em prever o futuro que a evolução desta área nos trará. No entanto, neste texto eu gostaria de realçar e focar-me, em particular, nos aspetos positivos da inteligência artificial.
De facto, as suas vantagens são bem numerosas. Para uma ideia mais concreta, vou dar alguns exemplos. Os robôs humanoides podem fazer quase tudo, desde explorar sítios onde os humanos nunca poderiam chegar, trabalhar em fábricas, servir de tradutores, tomar conta de idosos com limitações físicas que vivem sozinhos e isolados (os robôs poderiam ser programados para nunca serem desrespeitadores), ajudar a estabelecer uma conexão com crianças autistas a fim de as ajudar, entre outros… Ou seja, eles podem ser usados para ultrapassar as limitações do ser humano, tal como qualquer outra tecnologia. A única diferença é que estes têm uma aparência humana, o que faz com que seja mais fácil trabalhar com eles, visto que em vez das pessoas sentirem que estão a trabalhar com uma máquina, sentem que têm uma espécie de colega de trabalho. Os robôs humanoides seriam também perfeitos para auxiliar em cirurgias, visto que, contrariamente às mãos humanas, as suas não tremem, para além de que os seus movimentos são mais rápidos e precisos do que os realizados pelos humanos.
Uma outra extraordinária utilidade destes robôs é o facto de que eles poderiam ser usados para reduzir os riscos para a saúde e segurança humana em certos casos. Por exemplo, eles poderiam trabalhar em áreas sujeitas a radiação nuclear, ajudar os bombeiros em incêndios, ser enviados para áreas onde tenham ocorrido catástrofes naturais, de maneira a ajudar as pessoas afetadas, ou então para zonas de guerra, com o propósito de, por exemplo, ajudar os feridos. Desta maneira, não seria necessário arriscar tantas vidas humanas nestas e noutras situações. Eles poderiam também ajudar a polícia, investigando à paisana (visto parecerem-se com pessoas normais, mas que na verdade podem ter câmeras ou outras tecnologias no seu sistema) e reconhecendo caras, características pessoais, ou até matrículas de criminosos, pois poderiam ser feitos de forma a ter esse tipo de sistemas de reconhecimento.
Apesar de a sua produção ter custos um pouco elevados, eles poderiam trazer grandes benefícios também a nível científico e económico: se estes fossem usados para a exploração espacial, como os seus materiais constituintes não são afetados pelas condições do espaço, e como não têm necessidades básicas como comer, dormir e respirar, não seria necessário gastar tanto dinheiro em bens e alimentos próprios para levar para o espaço, nem em fatos de astronauta ou outras coisas do género.
Para além disso, estes poderiam pôr um fim ao trabalho infantil, já que são mais rápidos e eficientes e que não precisam de salário ou pausas no trabalho, podendo trabalhar as horas que forem necessárias. Assim, as empresas substituiriam a mão-de-obra barata infantil por robôs, podendo trazer um fim a este problema.
Assim, apesar de todas as suas desvantagens, não há dúvidas de que os robôs humanoides podem trazer inúmeros benefícios para a humanidade e, portanto, devemos ter isso em consideração sempre que abordamos este assunto ou refletimos sobre ele.

Ana M
Aprendiz
Aprendiz

Mensagens : 25
Data de inscrição : 15/09/2016
Idade : 16

Voltar ao Topo Ir em baixo

Inteligência artificial – desvantagens

Mensagem  Ana M em Ter Mar 20, 2018 1:54 am

À primeira vista, a inteligência artificial e os robôs parecem inovações extraordinárias e maravilhosas, o concretizar daquilo que até há pouco tempo era apenas ficção.
No entanto, apesar das suas numerosas vantagens, a inteligência artificial, nomeadamente os robôs humanoides, têm também inúmeras desvantagens, podendo vir a trazer problemas num futuro próximo. Assim, gostaria de apresentar alguns desses problemas.
Tal como os humanos, os robôs humanoides têm redes neurais que lhes permitem recolher e adquirir informação, bem como introduzi-la e guardá-la nos seus sistemas. A diferença é que as nossas redes neurais são naturais, enquanto que as deles são artificiais. Assim, eles tornam-se capazes de processar os dados, de reconhecer padrões e de estabelecer relações entre as informações e dados guardados, de maneira a utilizá-los para elaborar conclusões e reagir consoante os diferentes contextos e situações. Isto significa que o controlo dos robôs se vai tornar cada vez mais difícil, podendo levar a um fim desastroso da humanidade. De facto, eles até virão a conseguir consertar-se a si próprios, bem como reparar e construir outros robôs. Devido a isto, é possível que a uma certa altura os robôs deixem de precisar dos humanos. O que acontecerá, então, a todas as pessoas que ficarão desempregadas e sem qualquer fonte de rendimento? Sem uma forma de ganhar dinheiro, as pessoas não teriam como comprar bens essenciais como por exemplo comida, e a maioria da população acabaria por passar a ser constituída por sem-abrigo. Segundo Moshe Vardi, professor de engenharia computacional, dentro de 30 anos, a taxa de desemprego provocada pelos robôs ultrapassará os 50% em todo o mundo e, de acordo com o empresário de software, Martin Ford, essa taxa aumentará para 75% até ao fim do século.
Isto poderia ser evitado se os governos garantissem residência e bens essenciais a toda a população, mas se já atualmente isso não acontece, na era dos robôs muito menos, acabando por serem só os ricos e mais poderosos a sobreviver. Instalar-se-ia assim uma luta pelo poder e riqueza ainda maior que a já existente na atualidade, o que poderia trazer um fim à humanidade. Um outro cenário possível é a ocorrência de uma falha no sistema de um ou mais robôs, levando-os a querer destruir os seres humanos. Para além disso, poderia ocorrer um problema dos seus sistemas durante algo importante, como por exemplo uma cirurgia, o que poderia vir a ter consequências gravíssimas.
Outro aspeto que é importante referir é que, pelo menos para já, os robôs só podem agir segundo aquilo para que são programados, e visto que são programados por uma certa pessoa ou grupo de pessoas, agem de acordo com os valores, forma de pensar e ponto de vista dessas mesmas pessoas. Se a programação dos robôs caísse nas mãos erradas, seria totalmente desastroso, já que os robôs podem fazer praticamente tudo, desde que devidamente equipados. Esta restrição aos dados com os quais foram programados também leva à sua incapacidade de improvisar muito, não conseguindo lidar com situações inesperadas.
Para além disso, eles também não têm consciência, emoções ou sentimentos, o que limita a sua capacidade de interagir com os humanos. Isto pode levar a uma grande perda de empatia nas pessoas, bem como a um sentimento de solidão e até mesmo depressão, pois estes não são capazes de perceber e interpretar as emoções das pessoas nem de lhes transmitir amor ou conforto.
Como se isto tudo já não fossem problemas suficientes, o facto de os robôs passarem a fazer praticamente todo o trabalho pelos humanos, tornar-nos-ia demasiado dependentes deles, o que levaria a uma perda grave das nossas capacidades mentais, para além de que, como muitas pessoas apenas teriam de ficar sentadas a monitorizar o trabalho dos robôs, os problemas de saúde também sofreriam uma drástica subida. A obesidade, problemas mentais e Alzheimer passarão rapidamente para o topo da lista, sendo que é algo que já está a começar a acontecer no presente.
Assim, antes de opinarmos sobre a inteligência artificial e os robôs humanoides, devemos analisar tanto os seus aspetos positivos como negativos.

Ana M
Aprendiz
Aprendiz

Mensagens : 25
Data de inscrição : 15/09/2016
Idade : 16

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Inteligência artificial

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum