ULNC - Uma Luz Na Caverna
Há muito mais para descobrir... Registe-se e venha discutir connosco!

Violência Doméstica

Ir em baixo

Violência Doméstica  Empty Violência Doméstica

Mensagem  sofia_ferreira2002 em Qua Maio 22, 2019 7:55 pm

Olá futuro eu, espero que esteja tudo bem e que não te depares com tantos problemas como os que eu vejo na sociedade, mas se queres que te seja sincera, alguns chocam-me mais que outros e penso que entendes...
Hoje vou falar de um desses, um desses problemas que simplesmente me parecem tão ridículos mas realmente acontecem embora espere que já não aconteçam no teu presente.
No meu infelizmente aconteceram e com uma continuidade tão grande que me assustam na verdade, falar de violência nestes tempos é tão comum e popular que chega a ser banal, as pessoas lidam com isto como se estivessem a lidar com outra coisa qualquer e não tomam uma postura em relação a isto mas bem, vou te contar uma história que espero que não te lembre nada!

Era uma vez uma rapariga independente que vivia sozinha, ganhava para si e gastava consigo, até que conhece alguém, alguém que lhe parece como um príncipe encantado e que a ilumina quando ela já não acreditava que fosse possível.
Começam a construir uma vida juntos e ele começa a querer controlá-la , começa com coisas simples: como ela não poder usar a roupa que costumava usar ou querer saber onde ela ia e com quem ia, como é lógico as amigas avisaram mas ela estava tão iludida por ele que não via esses pequenos detalhes e defendia-o com unhas e dentes.
Até ao dia que ela chegou mais tarde de trabalhar e não avisou, ele meteu na cabeça que ela o tinha traído e nem a deixou falar e foi aí a primeira vez...foi aí que ele lhe tocou pela primeira vez, mas mal o fez pediu desculpa e ,mostrou-se arrependido e ela gostava tanto dele que pensou que foi só aquela vez e que ele não era assim e ela talvez devesse ter avisado que ia chegar mais tarde, que no fundo a culpa era dela. Passaram mais momentos inesquecíveis e aquele foi completamente esquecido, nem as amigas sonhavam que ele lhe tinha tocado daquela maneira.
Mas eis que combinam uma saída de raparigas e ela avisa-o que vai sair, ele proíbe-a diz que trabalhou o dia todo e que precisa de estar com ela,como no início.Ela desmarca a saída para ficar com ele, dá desculpas às amigas e isto vai a afastando delas sem a mesma nem notar. O mundo dela passa rapidamente a ser casa, trabalho, ele e começar outra vez, mas ela nem noção disso tem até que por motivos profissionais tem de lidar com pessoas do sexo oposto e ele descobre e passa-se bate-lhe mais algumas vezes e depois de cada chapada vem outra vez pedir desculpa e dizer que não se volta a repetir mas desta vez ela fica marcada e as amigas no trabalham reparam o que nem quilos de maquilhagem conseguem tapar. Elas dizem-lhe que vão à policia e que ele não lhe pode bater mas ela pede-lhes para não irem porque gosta demasiado dele e as amigas respeitam a decisão mas não concordam,avisam que se acontecer outra vez ela à não tem poder de decisão. (Na verdade nem desta vez deveria ter tido)Ela volta para ele e as mesmas coisas repetem-se até ao dia que ela vai parar ao hospital....


Foi ao hospital mas poderia ser muito pior e acho que sabes ao que me refiro....Isto é uma realidade agora e passa quase todos os dias nos telejornais e notícias embora quase de certeza penses que eu tenho uma imaginação fértil, antes tivesse!
Falei de violência doméstica de homem para mulher mas também acontece o oposto!
Espero que estas palavras nem no teu dicionário estejam ou que estejam para relembrar aquilo que não pode nunca mais exisitir porque ninguém tem o direito de controlar ninguém e as pessoas são como a areia, quanto mais tentas apertar na mão mais elas saem dela,acredita em mim, vocês-pessoas do futuro- não cometam os mesmos erros que nós, sejam melhores e aprendam com os nossos erros!
Digam não à violência

sofia_ferreira2002
Aprendiz
Aprendiz

Mensagens : 26
Data de inscrição : 19/09/2017
Idade : 16

Voltar ao Topo Ir em baixo

Violência Doméstica  Empty Re: Violência Doméstica

Mensagem  costa.2020 em Seg Out 07, 2019 6:04 pm

Infelizmente, este é um tema que nos acompanha diariamente tanto pelas redes sociais, como pelos meios de comunicação.
A violência doméstica é um ato de pura cobardia, em que o agressor age como um “animal irracional”, acabando por bater ou agredir verbalmente alguém que supostamente ama ou ate mesmo é da sua família.
A violência doméstica é um ciclo sem fim, começa com um aumento da tensão onde a vítima fica com medo do agressor. Mais tarde vem o violento ataque, onde o agressor maltrata fisicamente e psicologicamente a vítima. Por fim, o agressor tenta desculpar-se de todos atos e acaricia. Assim, a vítima acha que o agressor vai mudar ate que tudo volta ao início andados em ciclos repetitivos.
Na minha opinião, isto é um tema pelo qual não podemos fechar os olhos e devemos sempre ajudar a vítima denunciando sempre às autoridades competentes. Afinal de contas, não devemos adotar esta postura de evidente indiferença para com o outro, porque se o fizermos, não seremos “cúmplices” destes agressores!? Não seremos também responsáveis, pelo crescimento do número de vítimas!?
Assim, Se um dos elementos de um casal ou de uma família é capaz de agredir, que é supostamente uma pessoa de quem eles gostam, o quê que eles serão capazes de fazer a outras pessoas? Sem esquecer que não existe só agressão física mas também agressão verbal e psicológica.
A violência doméstica é dos piores problemas que uma sociedade pode ter e também um assunto que continua tao falado na atualidade.

costa.2020
Aspirante
Aspirante

Mensagens : 1
Data de inscrição : 20/09/2019

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum