ULNC - Uma Luz Na Caverna
Há muito mais para descobrir... Registe-se e venha discutir connosco!

WWRY : Capitão Romance

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

WWRY : Capitão Romance

Mensagem  Mariana Couto em Dom Set 09, 2012 10:22 pm

A música que vou partilhar chama-se Capitão Romance, é dos Ornatos Violeta, do álbum O monstro precisa de amigos, de 1999.
Esta música, tal como a Ouvi Dizer, conta com uma participação especial:Gordon Gano, vocalista e guitarrista dos Violent Femmes, banda que segundo Nuno Prata (baixista dos Ornatos) é a principal razão pela qual os Ornatos Violeta apareceram.
É ainda a música preferida do Nuno Prata, por ser tão especial.



Capitão Romance

Não vou procurar quem espero
Se o que eu quero é navegar
Pelo tamanho das ondas
Conto não voltar
Parto rumo à primavera
Que em meu fundo se escondeu
Esqueço tudo do que eu sou capaz
Hoje o mar sou eu

Esperam-me ondas que persistem
Nunca param de bater
Esperam-me homens que desistem
Antes de morrer
Por querer mais do que a vida
Sou a sombra do que eu sou
E ao fim não toquei em nada
Do que em mim tocou

Eu vi
Mas não agarrei

Parto rumo à maravilha
Rumo à dor que houver pra vir
Se eu encontrar uma ilha
Paro pra sentir
E dar sentido à viagem
Pra sentir que eu sou capaz
Se o meu peito diz coragem
Volto a partir em paz

Eu vi
Mas não agarrei

Esta música pode interpretar-se como uma crítica ás relações amorosas curtas e repentinas que abundam na nossa sociedade.
Sendo o capitão romance originalmente o nome dado uma pessoa que mantém esse tipo de relações, já que representa alguém que vive a vida a navegar de relação em relação, não querendo sentir-se preso a ninguém.
"Não vou procurar quem espero
Se o que eu quero é navegar"

Pessoalmente, eu tenho uma diferente interpretação desta música (embora concorde com a que acabei de mencionar):
Na minha opinião, a Capitão Romance é sobre um rapaz que gosta de uma rapariga, e que quer namorar com ela, mas
não pode pois é muito tímido; e relata a viagem que o rapaz vai fazer (com altos e baixos) para conseguir declarar-se á rapariga (tarefa que vai acabar por não conseguir concretizar).

Primeiro, antes de começar a viagem, o autor sabe que tímido como é nunca vai conseguir namorar com a rapariga de quem gosta, por isso decide-se a fazer a viagem.
"Não vou procurar quem espero
Se o que eu quero é navegar"

Logo quando começa a sua viagem apercebe-se das dificuldades que vai ter de enfrentar e é atingido por uma falta de confiança.
"Pelo tamanho das ondas
Conto não voltar"

Apesar de se ver numa complicada tarefa, não desiste e ganha uma súbita coragem.
"Parto rumo à primavera
Que em meu fundo se escondeu
Esqueço tudo do que eu sou capaz
Hoje o mar sou eu"

Perante dificuldades novamente, desta vez o rapaz apercebe-se que tem bastante concorrência que está disposta a tudo para poder namorar com a rapariga e tem outra falta de confiança.
"Esperam-me ondas que persistem
Nunca param de bater
Esperam-me homens que desistem
Antes de morrer"

Depois de desta recaída, o rapaz começa a convençer-se de que a rapariga é demasiado boa para ele, e que a viagem não tem qualquer sentido, pois no fim ela vai continuar sem saber o que ele sente por ela.
"Por querer mais do que a vida
Sou a sombra do que eu sou
E ao fim não toquei em nada
Do que em mim tocou"

Depois de se menosprezar, o rapaz pensa nos resultados que teria se continuasse a viagem (a rapariga de quem gostava) e volta a ganhar coragem.
"Parto rumo à maravilha
Rumo à dor que houver pra vir"

Subitamente, e pela terceira vez, o rapaz volta a duvidar sobre qual o sentido da viagem, e depois de reflectir enche-se de coragem e continua a viagem mais confiante do que nunca.
"Se eu encontrar uma ilha
Paro pra sentir
E dar sentido à viagem
Pra sentir que eu sou capaz
Se o meu peito diz coragem
Volto a partir em paz"

O rapaz apesar de de todos os momentos de coragem, não consegue acabar a viagem, e declarar-se á rapariga que gosta, pois é constantemente vencido pela sua timidez, ficando sempre com estes pensamentos na cabeça:
"Eu vi
Mas não agarrei"
avatar
Mariana Couto
Rubrica
Rubrica

Mensagens : 297
Data de inscrição : 11/02/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: WWRY : Capitão Romance

Mensagem  Mariana Couto em Dom Set 09, 2012 10:23 pm

Eis a minha primeira WWRY em português...
Espero que gostem!! Wink
avatar
Mariana Couto
Rubrica
Rubrica

Mensagens : 297
Data de inscrição : 11/02/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum