ULNC - Uma Luz Na Caverna
Há muito mais para descobrir... Registe-se e venha discutir connosco!

Violência Doméstica

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Violência Doméstica

Mensagem  brigidaisabel em Dom Abr 19, 2015 3:44 pm

Boa tarde!
Cada vez mais, infelizmente, o número de casos de violência doméstica continua a aumentar.
Esta é uma realidade com que nos deparamos frequentemente, ora porque é notícia no telejornal, ora porque temos conhecimento de situações de violência semelhantes mesmo do outro lado da rua, por exemplo. Contudo, qual deve ser o nosso papel na luta contra estes atentados à vida humana?
Um papel ativo, que não se conforma e denuncia às autoridades estas violências, tanto cometidas sobre mulheres, homens e, inclusive, crianças. Muitos erram, dizendo que é preferível "não se meterem em assuntos que não lhes dizem respeito", acabando por ignorar o/a vizinho/a, o/a amigo/a ou o familiar que é, sucessivamente, maltratado, não só física como psicologicamente.
Na minha opinião, não devemos adotar esta postura de evidente indiferença para com o outro, porque se o fizermos, não estaremos também a compactuar com estes agressores!? Não seremos nós também responsáveis, em parte, pelo crescimento gradual do número de vítimas!?
http://www.dn.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=4515241

Assim, deixo-vos um vídeo da APAV (Associação de Apoio à Vítima), cuja temática exposta é a necessidade de denunciarmos estes crimes, de forma a que o final das atuais vítimas seja bem diferente do que aquele que foi para as mais de 400 mulheres que morreram, nos últimos dez anos, em Portugal!
"Obrigada por não ignorar!": Vamos combater, todos juntos, estas tristes realidades e esperar que a Justiça cumpra a sua missão. Very Happy

brigidaisabel
Aspirante
Aspirante

Mensagens : 5
Data de inscrição : 16/09/2014
Idade : 19

Voltar ao Topo Ir em baixo

Violência Doméstica

Mensagem  anabatista em Sab Abr 25, 2015 2:38 pm

Infelizmente, este assunto tão falado permanece atual. A violência doméstica abarca comportamentos utilizados num relacionamento, por uma das partes, sobretudo para controlar a outra e qualquer um pode ser vítima deste crime.
Para a APAV a Violência Doméstica deve abranger todos os atos que sejam crime e que sejam praticados neste âmbito, ou seja, qualquer ação ou omissão de natureza criminal, entre pessoas que residam no mesmo espaço doméstico ou, não residindo, sejam ex-cônjuges, ex-companheiro/a, ex-namorado/a, progenitor de descendente comum, ascendente ou descendente, e que inflija sofrimentos físicos, sexuais, psicológicos ou económicos.

Podemos ainda distinguir a Violência Doméstica entre violência doméstica em sentido estrito (maus tratos físicos, maus tratos psíquicos, ameaça, coação, injúrias, difamação e crimes sexuais) e violência doméstica em sentido lato, que inclui outros crimes em contacto doméstico (violação de domicílio ou perturbação da vida privada, devassa da vida privada).

A violência doméstica engloba diferentes tipos de abuso, tais como:
* Violência emocional: qualquer comportamento do(a) companheiro(a) que visa fazer o outro sentir medo ou inútil.
* Violência social: qualquer comportamento que intenta controlar a vida social do(a) companheiro(a).
* Violência física: qualquer forma de violência física que um agressor(a) inflige ao companheiro(a).
* violência sexual: qualquer comportamento em que o(a) companheiro(a) força o outro a protagonizar atos sexuais que não deseja.
* Violência financeira: qualquer comportamento que intente controlar o dinheiro do(a) companheiro(a) sem que este o deseje.
* Perseguição: qualquer comportamento que visa intimidar ou atemorizar o outro.

http://www.cmjornal.xl.pt/domingo/detalhe/violencia_domestica_os_numeros_da_vergonha_nacional.html

É necessário estarmos atentos ao próximo em função de podermos ajudar numa circunstância destas e não compactuar com este crime.
avatar
anabatista
Moderador
Moderador

Mensagens : 104
Data de inscrição : 19/09/2013
Idade : 18

Voltar ao Topo Ir em baixo

Violência doméstica

Mensagem  nunoc em Dom Abr 26, 2015 6:53 pm

A violência doméstica é a violência, psicológica ou física, literalmente praticada no âmbito familiar, entre indivíduos unidos por parentesco civil ou parentesco natural. Para além das consequências físicas que acarreta, muitas vezes, são os problemas psicológicos que deixam mais marcas, uma vez que uma pessoa que sofra de alguma violência deste tipo vive com uma sensação de medo e terror que fazem com que deixe de ter vida própria.
Assim, nestes casos, o melhor seria informar a polícia ou a Associação de Apoio à Vítima do que se sucedia, de modo a estas pessoas poderem ser ajudadas, e o agressor cumprir a devida pena. Contudo, a maioria das pessoas não tem coragem de fazer uma denúncia pois receia uma vingança por parte do agressor, e este é o motivo pelo qual há ainda muitos casos de violência doméstica não conhecidos.

Segundo a APAV (associação de apoio à vítima), a violência doméstica apresenta um ciclo, chamado Ciclo da Violência Doméstica, que apresenta, regra geral, três fases:
1. Aumento de tensão: as tensões acumuladas no quotidiano, as injúrias e as ameaças tecidas pelo agressor, criam, na vítima, uma sensação de perigo eminente;
2. Ataque violento: o agressor maltrata física e psicologicamente a vítima, estes maus-tratos tendem a escalar na sua frequência e intensidade;
3. Lua-de-mel: o agressor envolve agora a vítima de carinho e atenções, desculpando-se pelas agressões e prometendo mudar (nunca mais voltará a exercer violência).

Este ciclo caracteriza-se pela sua continuidade no tempo, isto é, pela sua repetição sucessiva ao longo de meses ou anos, podendo ser cada vez menores as fases da tensão e de apaziguamento e cada vez mais intensa a fase do ataque violento. Em situações limite, o culminar destes episódios poderá ser o homicídio.

nunoc
Conhecedor
Conhecedor

Mensagens : 81
Data de inscrição : 19/09/2013
Idade : 19

Voltar ao Topo Ir em baixo

Violência Doméstica

Mensagem  dave1505 em Sab Maio 02, 2015 10:00 pm

Um problema, agora, muito comum, já que não passa um dia sem aparecer nas notícias mais alguém que se "revoltou" e decidiu assassinar a/o seu companheiro/a, por vezes, até os filhos e ainda se segue, posteriormente, um suicídio.
Nem parece possível a frequência crescente destes ataques impiedosos; não esquecendo que acontecem, muitas vezes, em famílias que não mostram metade de tanta raiva e potencial violência à espera de ser despoletada.
Aparentemente, só colocando câmaras em todas as casas habitadas, o risco de isto acontecer é totalmente imprevisível e aleatório, normalmente, os vizinhos e pessoas mais próximas das vítimas são totalmente apanhadas de surpresa.
O que é que pode estar a passar nestas mentes perturbadas?! A maioria das pessoas que comentam estes crimes limitam-se a dizer: "Porque é que fizeram aquilo à família?! No mínimo suicidavam-se logo sem matarem mais alguém...", enfim, para problemas drásticos, requerem-se medidas drásticas, mas antes de aí se chegar, necessita-se um estudo aprofundado.
Afinal o que sabemos sobre o que leva estes crimes a acontecerem? Basta o agressor estar a passar por um problema? Ou é o resultado de uma acumulação de problemas que arruínam a sua vida? (Divórcio, perda de emprego, perda de dinheiro/bens...). As causas devem ser analisadas com minúcia e deve-se espalhar a mensagem para que toda a gente esteja atenta a sinais óbvios de pressão e stress acumulados em alguém; a quantidade certa destes problemas pode, teoricamente, levar qualquer pessoa a esta loucura.
Nos dias de hoje o stress acumulado no dia a dia em alguém, independentemente da idade, pode ter efeitos muito mais significativos do que antes, como se verifica no número crescente de depressões entre outros estados mentais graves. A sociedade e formas de viver atuais modificaram bastante a mentalidade das pessoas, parecendo que as tornou mais susceptíveis a desilusões e fracassos; por isso, torna-se muito difícil lidar com todas as pessoas afetadas. A hipótese de procurar ajuda médica deve ser sempre ponderada e aconselhada por amigos, pois não nos podemos esquecer daquilo que, potencialmente, poderemos estar a evitar.

dave1505
Aprendiz
Aprendiz

Mensagens : 21
Data de inscrição : 16/09/2013
Idade : 19

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Violencia Domestica

Mensagem  goncaloqueirogasilva em Sex Maio 08, 2015 4:57 pm

Boa tarde,
Como todos sabemos há muito tempo que o problema da violência doméstica é muito mais que uma questão cultural associada aos países latinos. Há muito tempo que os casos de agressões violentas entre casais deixaram de ser um exclusivo das zonas rurais e menos qualificadas do País.
A verdade é que as pessoas em geral, acham que só as mulheres e os filhos sofrem violência por parte dos maridos, mas isso por vezes não se verifica, pois são as mulheres que agridem os filhos e até o próprio marido. O único problema que se levanta aqui, é que visto aos olhos da sociedade se o homem bate na mulher é visto como um cobarde, mas se a mulher bate no homem, o homem continua a ser visto como um cobarde e humilhado.
Eu não estou a defender os homens que batem nos filhos, ou nas mulheres, só queria chamar a atenção que o contrário também se sucede embora não seja visto de igual maneira aos olhos da sociedade.

goncaloqueirogasilva
Aspirante
Aspirante

Mensagens : 17
Data de inscrição : 11/09/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Violência doméstica

Mensagem  Cláudia Sofia Alves em Dom Set 27, 2015 11:02 am

Bom dia!
A violência doméstica é um tema que me sensibiliza bastante, porque acho que é extremamente desumano e covarde agredir alguém, e ainda por cima ser alguém com quem se partilha a vida!
Em Portugal a maioria dos casos de violência doméstica são praticados por homens, que agridem física e psicologicamente as suas companheiras!
Eu penso que o sistema nacional de justiça, também, não está a ser eficaz como deveria ser, porque na maioria dos casos só depois das vitimas chegarem ao hospital com inúmeras marcas das agressões é que a justiça começa a funcionar!
Na minha opinião, é fundamental criarem-se mais campanhas de alerta acerca da violência doméstica, para incentivar as vítimas a apresentarem queixa dos seus agressores, porque existem várias mulheres (e homens) que mascaram esta realidade, para evitarem mais discussões com o seu parceiro\a.
Aqui deixo um vídeo da APAV (associação portuguesa de apoio à vítima) que me sensibilizou bastante!
https://youtu.be/lrxg1tYR9mo
I love you

Cláudia Sofia Alves
Moderador
Moderador

Mensagens : 63
Data de inscrição : 30/12/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Violência Doméstica

Mensagem  jamd-9 em Qua Set 30, 2015 6:27 pm

Bom dia,
do meu ponto de vista a violência doméstica é de facto um problema.
O nosso sistema de Justiça é por vezes brando com os culpados de qualquer tipo de crime, contudo no caso da violência, penso que aqueles que se sentem oprimidos e em risco, se deveriam impor, ou trazer os seus casos a público antes de serem vitimas.
Se alguém se sente numa situação de perigo, peça ajuda aos amigos, família, ou visite sites de aconselhamento ... exponham os vossos casos, não se arrependam.
Acho porém que não devemos exagerar, se nos sentimos mal com alguém, devemos falar com essa pessoa e tentar resolver as coisas pelo bem.

jamd-9
Aspirante
Aspirante

Mensagens : 15
Data de inscrição : 14/09/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Violência Doméstica

Mensagem  2015.inspiração em Sex Out 02, 2015 7:27 pm

Para mim a violência doméstica é muito mais que um problema é o reflexo da sociedade. Talvez isto seja injusto porque nem todo o Homem agride mas pensando em termos humanitários se o Homem fosse politicamente correto não agredia. E a verdade é que o Homem nao é correto, aliás não há um "esteriótipo" de Homem ideal porque simplesmente esse Homem ideal não existe nem nunca existirá. Mas porquê massacrar alguém? Não faz sentido! Por ano há centenas de casos relativamente á violência doméstica e agora pergunto-me , o que leva um homem a bater na esposa? (ou vice-versa). Durante um período de tempo essas duas pessoas apaixonaram-se e tiveram uma história de amor que os levou a casar ou simplesmente a estarem juntos e como é que o amor vira violência de um dia para o outro? Devíamos ter a maior das considerações por ter alguém que nos ame a nosso lado mas há quem não dê valor a isso e agrida de forma nua e crua como se o agredido fosse apenas "alguém" .. Somos todos seres humanos e como isso temos direito a uma vida , por isso não deixem que ninguém vos agrida, mesmo que esse alguém seja a pessoa que amam! Denunciem , sem medo porque a tua vida vale mais , muito mais.
Não me cabe na cabeça e nunca entenderei o que leva estas pessoas a agirem desta maneira porque há uma palavra que é respeito e é essa mesma palavra que falta a estes "agressores", porque amar é ter respeito e quem agride não ama !!

2015.inspiração
Aprendiz
Aprendiz

Mensagens : 33
Data de inscrição : 14/09/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Violência Doméstica

Mensagem  2015.hikarivision em Dom Out 04, 2015 7:33 pm

Porquê violência doméstica?
Supostamente quando casamos com alguém é porque amamos essa pessoa, ela ilumina-nos a vida quando estamos às escuras, ela apoia-nos quando os nossos pilares estão em decadência, então porque é que deveríamos de bater, insultar e rebaixar a pessoa que escolheu-nos para partilhar a sua vida na saúde e na doença, na alegria e na tristeza.
Quando as pessoas tentam justificar as atrocidades que fazem ao seu parceiro através de simples desculpas é uma monstruosidade.
A violência doméstica demonstra a desumanidade que os Humanos têm.
Lá porque teve um dia mau, ou um ano mau, ou seja que razão for, não há desculpa para a violência.O seu parceiro pode não resolver todos os seus problemas,contudo não vai deixar-te enfrentá-los sozinhos, está aqui para te apoiar, não para ser "saco de boxe" para isso vá ao ginásio.
Outra monstruosidade relacionada é que o parceiro/a bate no seu parceiro/a e muitas das vezes também na sua descendência o que torna ainda mais cruel e imperdoável o ato.As crianças/adolescentes e crescidos não têm culpa dos problemas do pais e não devem ser envolvidos nessas situações em que infelizmente são.
Com isto, é justificado que a Violência Doméstica deve ser extinguida.

avatar
2015.hikarivision
Aprendiz
Aprendiz

Mensagens : 26
Data de inscrição : 14/09/2015
Localização : Paradise

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Violência Doméstica

Mensagem  koala9865 em Seg Out 05, 2015 9:14 pm

Isto tudo que dizem é verdade. Contudo, mais frequentemente do que será aceitável, as mulheres e homens têm medo de reportar às autoridades competentes. Assim, torna-se extremamente difícil controlar este abuso que é a violência doméstica. Por outro lado, também é de notar que como os jovens estão muito mais alerta para este tema do que os atuais casais. Logo, é expectável que o número de casos venha a diminuir ao longo dos próximos anos, o que leva a penas mais severas. Concluindo, daqui a possivelmente um século, a violência doméstica seja apenas algo bárbaro do passado.

koala9865
Aspirante
Aspirante

Mensagens : 2
Data de inscrição : 22/09/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Violência Doméstica

Mensagem  bia_1975 em Qui Out 15, 2015 7:19 pm

Cada vez mais se ouvem notícias acerca da violência doméstica e cada vez mais é frequente estes existirem.

A violência doméstica é o nome dado à agressão física ou psicológica cujo um dos parceiros exerce sobre o outro, no casal. A vítima normalmente é associada a uma mulher, mas muitas vezes isso não corresponde à realidade.

Os homens são as vítimas deste tipo de violências e no entanto, apenas 20% dos casos é que são denunciados. Muitas vezes este facto está associado à vergonha de admitir a situação vivida. Vivemos numa sociedade onde o estereótipo criado é o agressor masculino e a vítima feminina. Caso esta situação aconteça no modo contrário, o homem é insultado, chamado de ‘cobarde’, e são este tipo de acusações juntamente com o abuso psicológico que lhe é feito que o desmotiva a apresentar queixa.

Já no caso das mulheres, apesar de serem de igual gravidade, são mais conhecidos os casos. Ao longo da história, as mulheres nem sempre tiveram os seus direitos reconhecidos. Considera-se que os movimentos feministas ocorreram em 3 ondas. A primeira nos finais do seculo XIX e inícios do seculo XX. A segunda onda entre 1960 e 1970 e a ultima, desde 1990 até aos nosso dias. No entanto, todos sabemos que existem muitos lugares onde estes direitos não são reconhecidos, onde as mulheres são tratadas como lixo e humilhadas, privadas da educação e sendo desde cedo educadas para cumprirem os seus ‘deveres matrimoniais’.

A violência domestica, segundo a APAV (Associação Portuguesa de Apoio à Vitima), passa por três passos: aumento da tensão entre o casal (demonstração de atos agressivos e humilhação); Ato violento (prática de maus tratos) e a ‘Lua de Mel’ (onde o agressor se mostra arrependido e age de forma carinhosa perante a vitima).

Esta situação é CICLICA. Mal a primeira agressão acontece é necessário por fim à mesma. Não falo em atos extremos, que infelizmente temos vindo a ter conhecimento, mas falar com alguém, pedir apoio, terminar a relação, mas sobretudo, não devemos calar e consentir. Como podemos viver em harmonia com este tipo de situações? Não podemos ser coniventes, temos que por termo a isto. Prestar auxílio caso se assista a uma situação violenta entre um casal (repito, violenta, não uma mera discussão) é necessário.

Muitas vezes me questiono como poderá ser possível este tipo de situações acontecerem. Fico incrédula quando cada vez mais estes atos violentos se tornam algo normal e natural. Tao natural que algumas pessoas consideram estes atos absurdos corretos dentro de uma relação. Consideram correto que é necessária a violência para manter a ordem. Para ser respeitado. Quem ama, cuida. Não magoa. Não destrói. Protege e acarinha. Como pode ser concebível esta ideia de maus-tratos? Como pode ser bem vista aos olhos de certas pessoas?
A violência doméstica é algo que infelizmente tenho a perfeita noção que sempre existiu e que sempre existirá. A diferença entre o antes e o futuro, é que o passado não podemos mudar, mas o amanha está sempre ao nosso alcance e cabe-nos a nós, cidadãos integrantes de uma sociedade, diminuir este acontecimento. Desde a educação à prática, nunca aceitar qualquer espécie de violência, seja entre a vida a dois ou fora desta, no meio social. Uma sociedade violenta é o primeiro passo para um mundo violento.

Será que a vida num ambiente de violência é justificável? Será que o fim (obtenção de ordem) justificará os meios (recurso à violência)?

bia_1975
Moderador
Moderador

Mensagens : 11
Data de inscrição : 30/09/2015
Idade : 16

Voltar ao Topo Ir em baixo

A violência domestica

Mensagem  2015.manuelcosta em Sab Out 24, 2015 10:17 am

Infelizmente a violência domestica é um problema na sociedade de hoje em dia e que na maior parte das situações, não há apenas um tipo de violência, podendo acontecer todos eles em simultâneo.(violência: física, psicológica ou/e sexual, económica...) quanto mais abrangente é a violência, mais gravosas são as consequências. a violência física é a mais visível e pode provocar fracturas auditivas,motoras e até pode provocar a morte. Não sei como é que a pessoas são capazes de prejudicar a vida de outras pessoas que podem ter consequências irreversíveis ou até tirar-lhes a vida.

2015.manuelcosta
Aspirante
Aspirante

Mensagens : 8
Data de inscrição : 18/09/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Violência Doméstica

Mensagem  10S4DianaCatarina_Couto em Dom Out 25, 2015 5:09 pm

Cláudia Sofia Alves escreveu:Eu penso que o sistema nacional de justiça, também, não está a ser eficaz como deveria ser, porque na maioria dos casos só depois das vitimas chegarem ao hospital com inúmeras marcas das agressões é que a justiça começa a funcionar!
Na minha opinião, é fundamental criarem-se mais campanhas de alerta acerca da violência doméstica, para incentivar as vítimas a apresentarem queixa dos seus agressores, porque existem várias mulheres (e homens) que mascaram esta realidade, para evitarem mais discussões com o seu parceiro\a.
Infelizmente, o sistema nacional de justiça só age quando a queixa é efetuada pela vítima e, muitas das vezes, esta, ao pesar os pratos da balança entre formular uma acusação ou permanecer calada, receia que as consequências da primeira sejam menos positivas do que as da segunda.
Não concordo com a ideia de que realmente é fundamental uma maior criação de campanhas de alerta para tais temas com o intuito de incentivar as vítimas a formular a queixa. Infelizmente, essas campanhas só as deixam com mais vergonha e medo de agir.
Sinceramente, penso que o melhor seria uma maior aposta em reportagens e entrevistas àqueles que passaram por tal e conseguiram não ficar calados, do que passar imagens televisivas de pessoas que, muitas das vezes, nada sabem sobre o assunto. Claro está que contra mim falo. Também não sei realmente o terror que é estar no papel da vítima. Felizmente, nunca passei por isso. Mas há quem o saiba e saiba explicar melhor o que nós tentamos passar para palavras.
O objetivo é sempre permanecer atento e fazer o que pudermos para ajudar quem precisa. cheers

10S4DianaCatarina_Couto
Aspirante
Aspirante

Mensagens : 10
Data de inscrição : 15/12/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Violência Doméstica

Mensagem  2015.estrelinhas em Dom Nov 01, 2015 5:55 pm

A violência doméstica é entendida como um problema universal que atinge, muitas vezes silenciosamente, um grande número de pessoas. Não obedece a sexo, podendo ser cometida por indivíduos do sexo masculino e feminino, a classe social, a religião. É muito triste como é que há quem tenha coragem de agredir a quem fez juras de amor eterno. Sinceramente não compreendo... Quem ama deve cuidar, não agredir e destruir a vida do outro! Porque a violência doméstica estraga vidas, quem sofre fica com uma marca que dificilmente desaparece, deixa de confiar em tudo e em todos, vive com medo. E isto não é viver com qualidade, é "estar vivo sem estar vivo".
Muitas vezes a vítima não dá um passo em frente porque tem afeto ao agressor ou porque tem vergonha ou até mesmo medo. O agir é muito importante, pois, se o processo se desenrolar, pode ser tarde de mais. E é necessário não ter medo e lutar para que a dor física e psicológica acabe.
Ninguém tem o direito de ser agredido!

2015.estrelinhas
Aprendiz
Aprendiz

Mensagens : 27
Data de inscrição : 17/09/2015
Idade : 17

Voltar ao Topo Ir em baixo

VIOLÊNCIA DOMÉSTICA??? PORQUE?

Mensagem  2015.TSantos em Qua Nov 04, 2015 9:50 pm

A meu ver, eu acho que a violência doméstica é a pior coisa que existe até hoje.Porque é que eu acho que isto é muito mau e estou completamente contra isso? O problema é dessa violência ocorrer entre casais e principalmente em CRIANÇAS. Mas esta violência não é só feita pelo homem mas também pela mulher. Na minha opinião, a razão pela qual isto acontece é de falta de dinheiro, "esquecimento" do pagamento das contas da casa, etc.Provavelmente não são os melhores exemplos, mas pronto. Eu acho que a violência doméstica pode facilmente ser posta de parte.Se o casal discutir,por exemplo, porque ter de recorrer logo a violência e não ir ao café lá da rua para ir e esquecer o assunto e tentar acalmar? Porque recorrer a violência, pois no final de contas o que sobra disso é uma pessoa cheia de himatomas e arranhões e a outra com a consciência pesada por ter feito o que fez?Por isso e assim concluindo, eu acho que a violência é uma ato que tem de ser obrigatoriamente posto de parte durante uma discussão entre casais.

2015.TSantos
Aspirante
Aspirante

Mensagens : 2
Data de inscrição : 18/09/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Violência Doméstica

Mensagem  brunatavares em Sex Nov 06, 2015 6:12 pm

Boa tarde!
Na minha opinião, a violência doméstica é dos piores problemas a nivel social que uma sociedade pode ter. Se um dos elementos de um casal é capaz de agredir o outro, e lembre-mo-nos que a agressão não é só considerada a física mas sim também verbal e psicológica, que é supostamente uma pessoa de quem eles amam, o quê que eles serão capazes de fazer a outras pessoas ? É simplesmente vergonhoso estas situações acontecerem. Os problemas devem ser sempre resolvidos através da conversa, mas uma conversa calma, sem ter que partir para a violência. Antigamente é que os homens eram como que os "senhores" da relação, e podiam trair a mulher, bater-lhe, tratá-a abaixo de cão sem que as outras pessoas achassem esse facto algo fora do normal. Mas estamos no século XXI, temos de ter novas mentalidades, formas diferentes de pensar comparativamente com os nossos antepassados! Há tanta evolução de tecnologia e tantas outras coisas, e não há uma nova forma de pensar? Temos de mudar isso! Nem os homens nem as mulheres têm o direito que lhes tirem a liberdade, que sejam tratados/as como objetos que possuimos e não como pessoas, nem que as sua integridade física seja corrompida! Temos de tratar as pessoas como aquilo que elas são, pessoas. Não são coisas, não são objetos de satisfação sexual, são seres humanos. Seres humanos com sentimentos, com integridade, com princípios.
Ao nos confrontarmos com algum problema com o nosso parceiro ou parceira, temos de resolver esses problemas através conversação, uma conversação sem ofender nenhum dos dois. E esta mudança cabe a toda a gente, desde nós, adolescentes, até aos casais com 40 e 50 anos de casamento.
Vamos tornar a violência doméstica um "não problema"?

brunatavares
Aspirante
Aspirante

Mensagens : 3
Data de inscrição : 02/10/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Não á violência doméstica

Mensagem  Telma Barbosa em Dom Nov 08, 2015 2:25 pm

Violência doméstica! O quanto irónica está expressão soa, pois quando nós pensamos na palavra "doméstica" associamos ao nosso lar, onde a paz e o amor deveriam reinar e onde a violência não deveria existir! No entanto a nossa sociedade é controversa e até no lugar onde deveríamos encontrar conforto nos dias mais difíceis, apoio nas alturas complicadas, encontramos o desprezo e a diminuição pessoal.
  Pergunto-me como é possível a pessoa que mais amamos nos desrespeitar, nos agredir?! Como é possível maltratar a pessoa que prometemos amar para toda a vida?! Esta sociedade está de pernas para o ar e os princípios básicos do civismo desapareceram! Atualmente o amor é um mito e o casamento um contrato, vamos cair na realidade e mudar esta sociedade sem valores!!
  A mulher é a vitima na maioria dos casos de violência domestica e como mulher sinto repulso por todos os homens que utilizam a força como meio de resolução de problemas! A violência em si já é um ato extremamente errado e desnecessário e quando é exercida sobre alguém em desvantagem física ou psicológica, para mim torna-se covardia.
  Infelizmente, mesmo o mundo tendo evoluído há pessoas que pararam no tempo e que para as quais o machismo é normal, porque o homem tem de liderar a relação. Isto é vergonhoso, pois numa relação ninguém lidera, ambos se amam e se respeitam, caso contrário não é uma relação é uma perda de tempo. E nós mulheres temos de deixar de nos esconder na sombra destes indivíduos desprovidos de inteligência, chega de ser humilhadas e maltratadas, porque a agressão física e verbal não são meras discussões de casal. VIOLÊNCIA DOMÉSTICA É CRIME PUNIDO POR LEI.
  A cada 18 segundos uma mulher morre vitima de violência doméstica e serei a única que acha isto uma tremenda estupidez?? Estamos em pleno século XXI, o tempo em que os homens eram "senhores de tudo" acabou, nós mulheres conquistamos o nosso lugar no mundo e temos de ser respeitadas, caso contrario existem leis para nos defender, chegou a hora de nos impormos e mais uma vez mostrarmos o nosso imenso valor.
  Mulher é guerreira e dona de si mesmo, por isso vamos aprender a respeitar.
  Homens e mulheres tem os mesmo direitos e nenhum deles é o de ser agredida/o por isso vamos dizer NÃO Á VIOLÊNCIA DOMÉSTICA.

Telma Barbosa
Aspirante
Aspirante

Mensagens : 2
Data de inscrição : 05/10/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Violência doméstica

Mensagem  inespedreiras em Sex Nov 20, 2015 9:27 pm

Boa noite!
A violência doméstica, cada vez torna-se mais preocupante, pois é um fenómeno que se presencia na nossa sociedade.
Quando se fala em violência doméstica, a maior parte das pessoas pensa, que o homem é sempre o agressor, mas é importante informar, que em certos casos, a mulher é quem tem o papel de agressora.
Não posso deixar passar o facto, que as vitimas da violência doméstica não são só as pessoas que são atacadas fisicamente ou verbalmente, mas também as crianças que assistem a esses actos!
A meu ver, podiam criar mais campanhas relacionadas com a violência doméstica, para encorajar as vitimas, para que estas consigam denunciar os seus agressores.
Por último, quero deixar um video, que me sensibilizou e que me fez perceber a dura realidade sobre a violência doméstica.
https://www.youtube.com/watch?v=DFFjCPN3fQI

inespedreiras
Aspirante
Aspirante

Mensagens : 8
Data de inscrição : 24/05/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Violência Doméstica

Mensagem  Ru_ben em Sab Fev 20, 2016 9:22 pm

A violência doméstica consiste numa ação de natureza criminal segundo a qual, pessoas que residam no mesmo espaço doméstico ou não, sejam eles casados, namorados ex.companheiros, inflijam sofrimentos físicos, psicológicos, económicos e sexuais.
Esta tem sido um acontecimento frequente em Portugal nos últimos tempos. Todos os dias assistimos a este acontecimento.Há muita violência doméstica encoberta que por vezes leva ao suicídio de uma/duas das partes. Por norma as pessoas procuram ajuda mas nem sempre isto acontece. Em alguns casos a parte envolvida que está a sofrer, pensa que a ultima violação sofrida foi mesmo a ultima, não necessitando de pedir ajuda. Foi criada à bem pouco tempo uma nova lei que obriga o Estado a ajudar as mulheres agredidas pelos companheiros e que precisem de dinheiro com urgência. Para mim a falta de conhecimento da população em relação à resolução deste problema é um dos principais motivos para o desfeche trágico desta ação. Haveria de haver mais divulgação, como por exemplo através de campanhas de sensibilização e pela imprensa.

"Cresci no seio de uma ... um conjunto de pessoas com quem vivi e a quem não posso chamar de família. São meros progenitores. Vivi como filha de ninguém e cedo parti em busca da minha sobrevivência.
Da minha infância não recordo brincadeiras de crianças ou histórias de embalar. Ao invés disso, assolam-me memórias de tareias, hematomas, castigos desumanos, gritos e ameaças constantes."-jn.pt





Ru_ben
Aspirante
Aspirante

Mensagens : 11
Data de inscrição : 22/10/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

O quotidiano do presente

Mensagem  a12733 em Sab Fev 27, 2016 8:42 pm

Há muito tempo que o problema da violência doméstica é muito mais que uma questão cultural associada aos países latinos. Há muito tempo que os casos de agressões violentas entre casais deixaram de ser unicamente relacionados a zonas rurais e menos qualificadas que ocorriam conforme os resultados do futebol ou uma noite mais animada na taberna. Hoje a violência doméstica toma proporções cada vez maiores.
Há muito tempo que as mortes por questões "amorosas" saíram da esfera das classes sociais mais baixas, em que a falta de dinheiro tudo justificava. Mais que os números, são as histórias. As histórias que insistem em destroçar e magoar. As história que ficam guardadas para sempre na memória. E essas histórias não são o pior desta situação. O pior é que essas histórias geram mazelas. Mazelas físicas e, principalmente, mazelas psicológicas. Mazelas que doem, que pisam e que provocam o medo. Os números são assustadores. Nos últimos anos, a média é de 40 mortes por violência doméstica. Infelizmente esse número não baixa e as vítimas são cada vez mais jovens.
Em Portugal, as instituições de apoio à vítima de violência domestica são cada vez mais significativas. Desempenham campanhas apelativas e muito importantes. Mas claramente, como todos devemos de ter perceção, não será fácil "denunciar" alguém que nos fez tão mal. Esse ato de denunciar leva à lembrança de muitas e péssimas situações, não esquecendo as ameaças frequentes do agressor que obriga o silêncio da vítima. Não será fácil lidar com isto, nada mesmo. Mas, não dando a devida importância a Instituições como a APAV que fazem um trabalho fantástico e honroso e cada vez com mais técnicas e textos que auxiliam quem passa por estes tristes momentos que parecem não ter fim.
Seria tão importante se houvesse denúncias de todo o tipo de violência. Salvar-se-iam tantas vidas... E, por outro lado, a cura de pessoas perturbadas (agressores). Não arranjo outra justificação para aquilo que fazem senão um distúrbio mental grave que necessita de tratamento para uma posterior solução.
Se fores amigo de alguém que sofre com este problema, AJUDA e DENUNCIA. Dá força e não tenhas medo. Se és tu próprio que sofres com isso não te isoles, segue em frente, dá o passo e sê feliz. Não te feches, procura ajuda. Desabafa e procura a tua liberdade de novo.


a12733
Aspirante
Aspirante

Mensagens : 15
Data de inscrição : 01/10/2014
Idade : 18
Localização : Vila Nova de Gaia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Violência doméstica

Mensagem  raquelpedreiras3 em Sex Mar 11, 2016 11:02 pm


A violência doméstica é um problema universal que atinge milhares de pessoas. Trata-se de um problema que afeta todas as classes sociais, e não são apenas mulheres que são afetadas, embora sejam a grande maioria.
A violência doméstica é um crime e provoca sofrimento físicos e psicológicos por meio de ameaças, enganos, a qualquer pessoa que habite na mesma casa, ou seja, prejudica a integridade física ou psicológica dos indivíduos.
Por estes motivos, eu sou contra a violência doméstica pois viola os direitos humanos a que todos têm o direito de usufruir.
Para defender o meu ponto de vista , ninguém tem o direito de invadir o espaço pessoal de outra pessoa usando violência, não existem razões para a usar qualquer que seja a situação.

raquelpedreiras3
Aspirante
Aspirante

Mensagens : 5
Data de inscrição : 23/09/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Violência doméstica

Mensagem  laurapedreiras em Sex Mar 11, 2016 11:47 pm

A violência doméstica é cada vez mais predominante nas nossas sociedades, no qual não só a mulher é afetada, como também o homem de igual modo.
Considero que ninguém tem o direito de invadir o espaço pessoal de qualquer indivíduo usando a violência, pois não existe de facto qualquer razão possível que motive este tipo de comportamento.
De facto, todos nós vivemos numa sociedade moderna, e portanto todos deviam de usufruir o mesmo conjunto de direitos, contudo nem sempre isto acontece. Pois a violência doméstica existe em todo o mundo e atinge todas as classes sociais, podendo este tipo de violência ser física ou psicológica, ou até mesmo as duas em simultâneo.
Um dos motivos que leva à violência doméstica, não é necessariamente magoar o parceiro, mas sim em manter o controlo sobre a vítima. Algumas das causas que geram este tipo de comportamento podem ser o alcoolismo, traição ou até problemas financeiro, por exemplo. Contudo, quando o dado agressor não está sob influência destes fatores, pode apresentar decerto um comportamento normal ou até mesmo carinhoso ou amável, influenciando, deste modo, a vítima. Esta, com a rápida mudança da atitude do seu parceiro, pode muitas vezes acabar por perdoar o indivíduo, ficando assim presa a um ciclo do qual não parece ter qualquer saída.


laurapedreiras
Aspirante
Aspirante

Mensagens : 7
Data de inscrição : 25/05/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Violência Doméstica

Mensagem  joana linhares em Sab Mar 12, 2016 2:48 pm

Cada vez mais tem aumentado numero de vitimas que sofrem de violência domestica em portugal. Todos os dias inúmeras mulheres são espancadas e mal tratadas pelos seus maridos, que muitas vezes estão fora de si quando cometem crimes como este. Esta mesma situação não se aplica só a mulheres, também muitos homens sofrem de violência doméstica.
A falta de apoio e compreensão por parte das autoridades já levaram mulheres a morrer vítimas de maus tratos. Mas o que pode levar alguns homens a agredirem as mulheres?
A esta pergunta certamente não consigo responder, pois nunca percebi que razões tão grandes podem levar a um homem espancar ou até mesmo matar a sua mulher, a companheira que este escolheu para passar o resto da vida.
Outra das coisas que não consigo responder, é o porquê das vitimas continuarem com os companheiros, será que tem esperança que algo mude?ou trata-se simplesmente de medo?
Numa relação entre duas pessoas, onde a confiança, o amor, a fidelidade e a amizade devem existir, não faz sentido haver violência entre ambos.

joana linhares
Aspirante
Aspirante

Mensagens : 4
Data de inscrição : 14/12/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Violência doméstica

Mensagem  2015.André Oliveira em Sab Mar 12, 2016 9:28 pm

Este é um tema que nos acompanha diariamente seja pelas redes sociais, seja pelos meios de comunicação (televisão e rádio) ou seja ao lado de nossa casa!!
A violência doméstica é um ato de pura cobardia, em que o agressor age como um “animal irracional”, agredido alguém cujo o parentesco é próximo, sem alguma forma de defesa.
Para respondermos á primeira pergunta, temos de analisar a posição do/dos indivíduos que têm conhecimento desta pratica. Como é óbvio, a não denuncia é de uma certa forma um apoio ao agressor, no entanto imaginemos o seu pensamento “se fizer esta denuncia, o caso pode não avançar, posso arranjar problemas com os meus vizinhos e no final não me trará vantagens nenhumas”!! MENTIRA.  Esta atitude, por sua vez individualista que nos humanos temos é frequente, não tanto nestes tipos de assuntos…no entanto, esta denuncia trará sim vantagens (morais) e uma vida feliz e partindo do antigo ditado “quem não arrisca não petisca”!! A denuncia faz a diferença. Se não formos-nos a faze lo, dificilmente a pessoa a ser agredida terá bem menos coragem de o fazer!! Smile  Wink
Assim podemos de uma forma indireta contribuir contra esta pratica…dia 13 de março de 2016 realizar-se-á a 13ª edição da Corrida de Solidariedade ISCPSI/APAV. cheers
http://www.apav.pt/apav_v3/index.php/pt/
Desta forma gostava de realçar a reação de outros, quando assistem a “espetáculos” destes na rua!! Podemos observar que quando um homem agride uma mulher, a população presente “revolta se”. No entanto quando uma mulher agride um homem, a população presente “risse”!!!! lol!

2015.André Oliveira
Aspirante
Aspirante

Mensagens : 6
Data de inscrição : 16/09/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Violência Doméstica

Mensagem  2015.unicorns em Seg Abr 04, 2016 6:38 pm

De todos os seres vivos, o Homem é o único que distribuí violência gratuitamente, sem razão aparente para cometer tal crime. Fá-lo simplesmente para sentir o poder, sentir-se superior a todos, até às leis, retirar de si mesmo toda a desilusão,a sua baixa auto-estima e tristeza.  Para isso recorre do indivíduo mais próximo, o único ao seu alcance, podendo ser sua/seu namorada/o ou mesmo um dos seus filhos. Porque violência doméstica não se refere só ao companheiro, mas a todos aqueles que  residem no mesmo espaço doméstico ou se não residirem são ex-cônjuges e etc...  Pois, quando os homens (maior parte dos agressores são do género masculino) se sentem inúteis, a sua perda de dignidade converte-se a ódio por si mesmos que explode na violência que depois infligem às suas esposas, aos seus filhos, ou a ambos. Os rapazes que forma maltratados terão mais probabilidades de maltratar e as raparigas que foram maltratadas sentir-se-ão atraídas por homens violentos, porque é o único amor que conhecem... Formando, assim, um padrão.
A violência doméstica é um ciclo inacabável, começa com um aumento da tensão, onde existe o perigo constante, o medo envolve o ar da vitima. Depois ocorre, de facto, o ataque violento, onde  o agressor maltrata fisicamente e psicologicamente o individuo. Por fim, surge a última fase, a de "lua de mel", tem este nome devido ao agressor desculpar-se de todos atos cometidos e também acarinha-a. Ao longo do ciclo vários tipos de violência são praticados como o emocional, social, física, sexual, financeira... E quando qualquer destes crimes é cometido torna-se uma droga, onde o toxicodependente está desejoso pela próxima dose.
A única pessoa que consegue verdadeiramente quebrar o ciclo é a vitima. Mas para a vitima este é o seu lar, onde o companheirismo e a brutalidade humana coexistem, estando numa permanente guerra. Porém um lar não devia ser uma zona de conforto, um lugar de segurança? Um "lar" que presencie de violência doméstica não é uma contradição?  Será que devemos perder a nossa liberdade em prol dum falso amor? Será que quem bate ou controla todas as nossas ações ama-nos ou é meramente obcecado e obsessivo?
O género masculino, como já referi, é o principal causador da violência doméstica, talvez porque tem uma necessidade crónica de acreditar que desempenham um papel essencial nesta vida, tendo a obrigação de serem mais do que um simples humano... Também muitos pensam erradamente qual é dever da companheira, sendo segundo eles: "amar, honrar e obedecer". Logo o marido tem todo o direito de bater quando esta 'erra', tem todo o poder sobre o corpo dela...  Ele é o seu marido ou namorado e como tal sabe quando deve puni-la, por não ter trazido a cerveja ou por ter ido visitar os seus próprios pais...  Esta maneira de pensar é tão ridícula, é apenas uma desculpa para magoar, é apenas a sua forma peculiar e incompreensível de esquecer o quanto o agressor é imperfeito.
Todos nós podemos ser vítimas, o género não importa, nem a idade.
Podemos ser crianças e testemunharmos a violência, sermos instrumentos para a violência ou sermos as próprias vítimas do abuso. Podemos ser homens e sofrer de todos os tipos possíveis de violência doméstica por parte de uma mulher, consequentemente sentirmos envergonhados e com medo. Podemos ser idosos abandonados, agredidos psicologicamente ou/e fisicamente,  isolados, sozinhos num mundo tão grande. Podemos ser mulheres que não são respeitadas, esquecem-se que também são seres humanos e que merecem ser tratados como tal. Por isso, temos de quebrar este padrão de ódio e pura violência,evitar futuras agressões e mortes,  parar de duvidar das palavras da vitima, informar as devidas instituições se tivermos a par de uma situação onde a liberdade não existe...

Porque a próxima vitima podes ser tu.

2015.unicorns
Aspirante
Aspirante

Mensagens : 14
Data de inscrição : 18/09/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Violência Doméstica

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum