ULNC - Uma Luz Na Caverna
Há muito mais para descobrir... Registe-se e venha discutir connosco!

Gerações com vontade de mudança

Ir em baixo

Gerações com vontade de mudança Empty Gerações com vontade de mudança

Mensagem  2015. Fernando C. em Ter Fev 02, 2016 8:47 pm

Ao longo de gerações e gerações, toda a nossa sociedade foi-se alterando e evoluindo. Isto devido, talvez, às novas gerações que se vão gerando, e à juventude com vontade de progredir no tempo, não estando sempre com a mesma rotina.
Todos os jovens têm vontade de ser diferentes, de querer mostrar algo em si, o que irá ajudar numa transformação da sociedade. Os jovens não gostam de fazer o que os seus avós faziam enquanto crianças, pois para eles essa maneira de viver já esta “off”, eles querem algo mais “on”, isto é, pelo pensamento dos jovens, o mundo é uma constante bola de neve que quando mais se move, mais evolui, maior fica. Com isto quero referir-me que os jovens já não se interessam pelo que já e passado, mas pelo que é e será futuro.
Ao falar da evolução da sociedade não me estou a referir somente aos entretenimentos, alimentação, vestuário,… mas sim como tudo num só.
Claro que há sempre excepção, há sempre aquele grupo da juventude que gosta de manter as tradições dos antepassados, mas, infelizmente, por mais que tentem esta tradição vai-se dissipando com o tempo, pois a vida é sempre um gerar de novas gerações, de novas sociedades, e com isto também se geram novas tradições.
Ao fim de um tempo a reflectir e reflectir, chegamos à conclusão que nada é estático no tempo, até a mais dura rocha se vai degradando, ou com a ajuda do mar, ou das novas gerações!!! Wink

2015. Fernando C.
Aprendiz
Aprendiz

Mensagens : 29
Data de inscrição : 14/09/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Gerações com vontade de mudança Empty Somos nós que estamos a provocar isto?

Mensagem  2018.marta_sc em Qui Jan 31, 2019 11:18 pm

As gerações passadas tendem a criticar-nos por termos de uma certa maneira destruído o mundo e as diferentes sociedades. Contudo, muitas vezes penso que o problema não tem absolutamente nada a ver connosco.
Muitas vezes, elas culpam-nos de vários problemas que aparentemente “agravamos”. Vejamos alguns casos, como por exemplo a destruição do ambiente. Somos os culpados de estar a destruir reservas de florestas e de poluir os mares, entre muitas outras coisas. Destruímos ecossistemas com o objetivo de produzir dinheiro à custa destes. Mas será mesmo nossa culpa? Muitos cientistas das nossas gerações, quer estejam na universidade ou quer já a tenham completado, criam diariamente ideias que poderão vir a revolucionar o mundo. E se as nossas gerações passadas tivessem sido mais ecologicamente sustentáveis, estas ideias poderiam já ter existido há décadas. Só muito recentemente se começou a falar dos conceitos de carros elétricos ou da proteção de espécies em vias de extinção ou do estabelecimento de limites máximos de captura, só para referir alguns exemplos.
A nossa capacidade de pensar pode ser descrita como outro grande exemplo. Estamos numa das fases mais complicadas da vida, uma fase de muito trabalho. Acima de tudo, uma fase em que nos reinventamos quase constantemente, seja com o objetivo de agradar os outros (que considero errado desde já) ou de agradar a nossa pessoa. No entanto, os nossos pais ou avós limitam-nos o conhecimento, através do espírito crítico. Nós temos o direito de sermos nós próprios, e se até as pessoas mais próximas de nós nos criticam, então a culpa não é nossa, de certeza. Nós estamos a fazer um esforço para criar um mundo em que todas as pessoas se aceitam, sem a preocupação de estereótipos ou preconceitos. Porque é que uma pessoa deve ser gananciosa? O tamanho das nossas campas vai ser o mesmo. É por isso que por vezes temos este pensamento, esta motivação de nos revoltarmos. De dizer não, quer seja aos preconceitos, ou a qualquer pessoa. De agradar a nós próprios, ou de transmitir as ideias que queremos. Seja através de um fórum ou de uma manifestação.
Deixam-nos o mundo em mau estado, no entanto continuam com a ideia de “preservar o mundo para gerações futuras.”. Estamos numa era em que existe uma enorme possibilidade de sermos ouvidos, quer seja pelas redes sociais, quer seja pelas ideias que temos. E isso é interpretado como uma revolta. Mas, se nos queixarmos de uma pessoa mais adulta nos ter rebaixado, a culpa também é nossa, porque não falamos de uma maneira correta. Talvez sejamos alvo de crítica pois nós fomos educados por pessoas que não saibam pensar fora da caixa. Descobrimos nós próprios o conceito de liberdade de expressão, e estamos a praticá-lo. A fazer as nossas vozes serem ouvidas. Eu própria já fiz coisas que não agradam aos mais velhos, mas sou sempre uma pessoa atenciosa ou pronta a ajudar os outros. Sou uma pessoa que sabe o conceito de liberdade, pois fui educada a divertir-me e a expor as minhas opiniões e argumentos quando necessitasse.
É simples: se limitarmos os horizontes às gerações futuras, estas acabarão delinquentes, pois aí cria-se uma revolta contra o sistema.
E são estes valores que iremos passar às próximas gerações. As pessoas todas são únicas, tendo os seus defeitos, mas não podendo ser criticadas por estes. Uma geração onde a confiança e os ideais vão ser exponenciados. Onde não temos de preocupar com o estado do nosso planeta ou até dos nossos pensamentos.
Uma geração que não seja sujeita ao que a nossa foi.

2018.marta_sc
Aprendiz
Aprendiz

Mensagens : 20
Data de inscrição : 16/09/2018
Idade : 16

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum